Bolsonaro expressa “amor” pela Amazônia enquanto ela queima e não oferece mudança de política