Primeira página | Sobre | Ajuda | Contato | RSS | Twitter
Primeira página |  Notícias ambientais |  Florestas tropicais |  Peixe tropical |  Imagens |  Para as crianças  |  Madagascar |  Ajuda  |  Sobre  |  Inglês
Oportunidades Desaparecem
Vista aérea do desmatamento no leste de Madagascar. (Foto de R. Butler)

Capítulo 9:
CONSEQUÊNCIAS DO DESMATAMENTO


Florestas Tropicais em todo o mundo continuam a diminuir. Será que realmente fazem a diferença? Por que alguém deveria se importar se algumas plantas, animais, cogumelos, e microorganismos perecerem? Florestas tropicais são frequentemente quente e úmidas, difíceis de alcançar, cheias de insetos, e têm vida selvagem fugaz.

Atualmente a preocupação não deveria ser sobre a perda de algumas plantas e animais; a humanidade perde muito mais. Destruindo as florestas tropicais, arriscamo-nos a nossa própria qualidade de vida, brincando com a estabilidade do clima e previsão do tempo local, ameaçando a existência de outras espécies, e esquecendo dos valiosos serviços prestados pela diversidade biológica.

Embora na maioria das áreas de degradação ambiental ainda não tenham atingido um nível de crise onde todos os sistemas se desabam, é importante examinar alguns dos efeitos de empobrecimento ambiental existente e de prever algumas das potenciais repercussões da perda de floresta. A perda contínua de sistemas naturais pode tornar as atividades humanas cada vez mais vulneráveis às surpresas ecológicas no futuro.

O impacto mais imediato do desmatamento ocorre, a nível local, como a perda de serviços ambientais prestados pelas florestas tropicais e ecossistemas tropicais relacionados. Tais habitats permitem a seres humanos serviços valiosos como a prevenção corrosão, controle de inundação, tratamento da água, proteção das industrias de pescas, e funções de polinização que são particularmente importantes para gente mais pobres, que contam com os recursos naturais para a sua sobrevivência quotidiana. A perda florestal também reduz a disponibilidade de recursos renováveis, como a madeira, plantas medicinais, nozes e frutas, e caça.

À longo prazo, o desmatamento das florestas tropicais podem ter um impacto mais amplo, afetando o clima global e da biodiversidade. Estas modificações são mais difíceis de observar e fazer previsão de efeitos locais, desde que eles dêem lugar à uma longo escala e podem ser difíceis de medir.

Extremo desmatamento - Ilha de Páscoa



Questões de Revisão:
  • Porque as florestas tropicais são importante?
  • Porque florestas tropicais devem ser protegidas?

[Inglês | Chinês | Japonês | Espanhol | Francês]


Continuação: Impacto do Desmatamento Local







MONGABAY.COM
Mongabay.com promove a apreciação da natureza e dos animais selvagens, além de examinar o impacto de tendências emergentes no clima, na tecnologia, na economia e nas finanças, na conservação e no desenvolvimento.

Estamos preparando o lançamento do site Mongabay em Português. Quer ajudar? Que bom! Se você fala Inglês entre em contato com o Rhett. Precisamos de mais voluntários para fazer traduções de conteúdo. E se você não fala Inglês, volte sempre e divulgue o site para os seus amigos!





Primeira página
Notícias ambientais
Florestas tropicais
Peixe tropical
Imagens
Para as crianças
Madagascar
Idiomas
Sobre
Ajuda
Contato RSS/XML


Recomendado
Amazonia.org
O Eco
A Última Arca de Noé





Os EUA devem punir Moçambique pelo seu descaso quanto à caça ilegal de elefantes e rinocerontes, exigem ONGs
(10/01/2014) Duas importantes organizações não governamentais (ONGs) -- a Agência Ambiental de Investigação (EIA, na sigla em inglês) e a Fundação Internacional do Rinoceronte (IRF, na sigla em inglês) --estão fazendo uma petição ao governo dos Estados Unidos para que Moçambique seja punido com sanções comerciais, devido ao descaso do país quanto à caça ilegal regional. Os grupos afirmam que Moçambique tem contribuído muito pouco para combater tanto a sua própria epidemia de caça furtiva quanto para reprimir seus cidadãos de transpor as fronteiras para matar rinocerontes e elefantes na África do Sul e na Tanzânia.


Abate ilegal de árvores compõe 70 por cento da indústria madeireira da Papua-Nova Guiné
(09/24/2014) Corrupção, governação deficiente e poderosos barões madeireiros estão a desbastar ilegalmente as florestas da Papua-Nova Guiné, de acordo com um novo relatório da Chatham House. O instituto considera que 70 por cento da exploração madeireira actual na Papua-Nova Guiné é ilegal, apesar de 99 por cento da terra pertencer a comunidades indígenas locais.


Vendidos na rota da extinção: grandes símios traídos por seus protetores
(09/09/2014) No que parece ser corrupção em altas esferas, o órgão international encarregado de proteger espécies ameaçadas vem fazendo vista grossa para o comércio ilegal de grandes símios. Essa foi minha nítida impressão ao ler o relatório Great Apes, elaborado pelo Secretariado da CITES (Convention on International Trade in Endangered Species – Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies da Flora e Fauna Selvagens em Perigo de Extinção) para a 65a reunião de seu Comitê Permanente, que ocorrerá em Genebra no começo de julho deste ano.


Salvar a Mata Atlântica custaria menos do que o Titanic
(09/04/2014) Gostaria de salvar a biodiversidade do local mais ameaçado do mundo? É preciso apenas um pagamento inicial de 198 milhões de dólares. Embora possa parecer muito, na verdade é menos do que custa produzir o filme Titanic. Um novo estudo publicado hoje, 28 de agosto, na revista Science, constata que pagando aos proprietários de terras privadas para proteger a quase devastada Mata Atlântica custaria ao Brasil apenas 6,5% do que atualmente é gasto todo ano em subvenções agrícolas.


Cruzada pelo dossel florestal: a maior rede de armadilhas fotográficas está de olho nos animais impactados pelo projeto do petróleo
(08/25/2014) Petróleo, gás, madeira, ouro: a floresta tropical amazônica é rica em recursos e sua exploração está estrondosa. Da mesma forma que aumenta a extração de recursos, aumenta também a criação de estradas de acesso e oleodutos. Estes esculpem os caminhos pela antes intacta floresta, interrompendo assim um grande número de trilhas de espécies que vivem no local. Para as espécies que dependem do dossel da floresta tropical isso pode ser, em particular, problemático.


Primeira página |  Notícias ambientais |  Florestas tropicais |  Peixe tropical |  Imagens |  Para as crianças  |  Madagascar |  Ajuda  |  Sobre  |  Inglês



Copyright Rhett Butler 2009